terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Ferramentas e Técnicas - Silhouette


A QuicKutz Silhouette é uma máquina de corte para trabalhar conectada a um computador que segundo algumas opiniões é muito legal. Ela possibilita cortar todas as fontes instaladas no computador e já vem com ela 50 desenhos exclusivos QuicKutz. Você tem acesso aos mais de 675 desenhos exclusivos da “Biblioteca de Desenhos Digitais” da empresa. O melhor de tudo é que você pode cortar a maior parte deles no tamanho certo para os seus projetos.

A Silhouette possibilita o corte diversos materiais como:
  • Corta papéis;
  • Cardstock;
  • Feltro;
  • Vinil;
  • Papéis Magnéticos (Magnetic papers);
  • Papéis Auto-adesivos (Sitcker papers).
E tem mais! Você pode criar suas próprias figuras com um software Presto que é super fácil e rápido, simplesmente importando (recomenda-se as extensões JPG e BMP), carregar o arquivo e guiar-se pela opção “auto-trace step”. O Silhouette software também trabalha com arquivo no formato GSD, então, possibilita utilizar muitos dos arquivos disponíveis gratuitamente dos sistemas Wishblade ou Craft Robô. O Silhouette Software não é compatível com equipamentos MAC, mas a máquina é, então basta instalar um plug-in para cortar suas figuras diretamente do Ilustrator.

Vantagens
  • Enorme base de arquivos disponíveis gratuitamente, em quase todos os temas imagináveis;
  • Corta TrueType fontes (aquelas disponíveis no computador), não existindo a obrigatoriedade de cartucho;
  • Acesso a “Biblioteca de Desenhos Digitais” da Quickutz;
  • Não existe a necessidade de utilização de uma base autocolante para o corte do material desejado;
  • Possibilita o corte de alguns materiais em rolo;
  • Tem a opção “Print and Cut”. 
Desvantagens
  • Limita o corte de materiais mais duros;
  • O preço das laminas é um pouco mais caro do que das concorrentes;
  • Necessita da conexão com um computador para cortar textos e desenhos;
  • Tamanho limitado a 8’’ de largura. 
Essas informações eu levantei após algumas pesquisas, eu mesma não testei a máquina para afirmar suas vantagens e desvantagens, ok?
Preciso confessar que as minhas buscas por informações para compartilhar aqui no “Beabá do Scrap” estão me deixando com vontade de sair comprando tudo, porque tem tanta coisa bacana. Nossa!
Aí me lembro do post “Os 10 principais arrependimentos do scrappbooking” para não entrar nas estatísticas e não falir geral.
Às vezes não ter dinheiro é bom não é mesmo?
Aí não saímos por aí cometendo certas loucuras!
Você gostou? Que acrescentar alguma coisa?
Deixe seu comentário! Bjo, Dani

Fontes de Pesquisa
Revista: Guia do Scrapbooking & Cia
Site: Scrapjazz.com – Product Review: QuicKutz Silhouette por Lisa Wallace – 28/01/2009

Scrapbooking de A a Z - *A – Acid-Free

 
Papéis, fotografias e lembranças podem se deteriorar com o tempo, isso poderá ser sutil ou evidente e geralmente é devido à exposição aos materiais ácidos. Quanto mais ácido e produtos químicos estiver presentes nos produtos maiores serão os danos. As fotos e recordações têm de ser protegidas porque reagem aos ácidos e produtos químicos próximos a elas. Quando você armazena papéis, fotografias e/ou lembranças com produtos ou recipientes ácidos eles tenderão a reagir a um processo de deterioração. Não caia na besteira de achar que usando matérias sem ácido em suas páginas e somente armazenas em plásticos e álbuns comuns que nada irá acontecer, o ácido migra de item para item podendo assim contaminar suas fotos. Utilizar produtos “acid-free” (papeis, adesivos, etiquetas, canetas, ferramentas de corte, copias coloridas, folhas protetoras, etc.) deve ser prioridade, essa atitude garante qualidade dos projetos sejam apreciados pelas futuras gerações.

Essa é a minha versão em português de parte da matéria publicada no site: Scrapjazz.com – Scrapbooking From A to Z por Jill Davis – 09/11/2006
Você gostou? Comente!
Bjo, Dani

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Dicas e Idéias – Escolha a ferramenta de corte certa para você.

Hoje disponibilizo a minha versão em português de uma matéria publicada no site Scrapjazz.com publicada em 31/10/2005 , onde a autora Andrea Steed compara 7 ferramentas de corte disponíveis no mercado de acordo com alguns critérios. Eu não traduzi a integra da matéria por que não testei pessoalmente cada máquina, eu só poderia falar sobre a que eu tenho que no caso é a Sidekick Sizzix Machine, “maquineta” pela qual sou completamente apaixonada. É uma das ferramentas avaliadas.
Os critérios utilizados para estabelecer o ranking entre elas são bacanas, podemos usar os mesmos parâmetros na hora de investir em uma ferramenta que não costuma ser barata, além do que estará com a gente por toda a nossa vida no scrapbooking. Vamos lá?


A) Boss Kut
B) QuicKutz Squeeze
C) Original Sizzix Machine
D) Sidekick Sizzix Machine
E) The Wizard™ Embossing and Die Cutting System
F) ZAZ™
G) Zip'eMate™
Tomar a decisão de qual ferramenta de corte comprar será mais fácil se estabelecer alguns critérios como: facilidade de utilização, preço, tamanho, versatilidade e a variedade de placas de corte disponíveis.


Facilidade de Uso
Se a facilidade de utilização é sua principal preocupação, você precisará analisar 3 fatores primários: tempo, simplicidade e resultado.
Considere o tempo de preparação de cada corte, como a necessidade de colocar espuma para cortar, a procura da base certa para o corte, se é um “sanduíche” com várias camadas e a pressão de deve ser empregada na ferramenta para que essa efetue o corte. Analise o grau de dificuldade do entendimento das instruções de uso, qual a quantidade de adaptadores e peças extras necessárias para facas de diferentes fabricantes. Finalmente dê atenção à qualidade do corte da maquina.


Preço
Se você tem um orçamento para o scrap, o preço será a sua preocupação principal para escolher das tantas máquinas de corte. Não se esqueça de analisar de mais um critério de pesquisa além do preço da ferramenta. Verifique os preços dos acessórios, a reposição da base de corte, facas e estojos de armazenamento que talvez precise comprar.


Tamanho
Tamanho pode ser um importante fator de decisão, caso, você não tenha muito espaço guardar a ferramenta e seus acessórios, se quiser levar junto com você a ferramenta em suas reuniões de scrap (crop) e/ ou se queira usar facas grandes. Existe uma série de fatores para pensar sobre o tamanho: espaço necessário para guardar a ferramenta, a área de corte disponível e o espaço necessário para guardar as facas. Você terá de considerar também o peso da maquina e das facas se planeja levar com você aos crops.


Versatilidade
Se você pretende utilizar facas de corte e/ou de emboss de diferentes marcas com uma mesma ferramenta, versatilidade será importante em sua procura. Enquanto muitas ferramentas só podem utilizar moldes da mesma marca da maquina, muitas outras são compatíveis com diversos (senão todos) de outras empresas. Para escolher a ferramenta com maior versatilidade, você precisa ter a maior seleção de diferentes facas possível a sua disposição.


Alfabetos e diferentes facas de corte
O estilo e a variedade de facas são outros grandes fatores para ser considerado. Especialmente se você escolher uma ferramenta que não permita utilizar facas de diferentes marcas, você terá de ter certeza de que a máquina escolhida lhe interessa. Esse fator muda constantemente com cada novo lançamento do mercado, mas você pode ter uma idéia geral de sobre o tamanho, o estilo e os desenhos de cada marca. Você pode ter preferência de alfabetos, formas, kits temáticos e desenhos de emboss. Veja exatamente qual o tipo de facas que mais lhe agrada para saber qual ferramenta poderá atender melhor ao seu estilo.

E aí gostou da matéria? Qual sua opinião?
Ela lhe ajudará a tomar sua decisão?
Comente, dê suas sugestões, encaminhe e-mails para daniela.a.nascimento@gmail.com
Bjão, Dani

Versão Original: Choose the Die-Cutting Tool that’s Right for You by Andrea Steed

Ferramentas e Técnicas - ILHÓS


Pequeno anel de metal, disponível em cores e formatos diversos, aplicado em papéis e fotos para fixá-los ou simplesmente para decorar os trabalhos. Os ilhoses podem formar sequências ou serem distribuídos livremente sobre a composição, trazendo movimento a ela. É uma ótima opção para acabamento em oríficios, incrementando o projeto. O procedimento de aplicação requer instrumentos específicos os básicos são: o vazador, o martelo e o fixador, mas além desses, podemos contar com a Crap-a-Dile e o Silent Seeter, opções mais caras só que muito práticas na hora de aplicar os ilhóses.
Se você acha que esse post contribuiu para enriquecer seus conhecimentos e refletir em seus trabalhos, deixe seu comentário.
Bjo, Dani.


Fonte: Almanaque de Decoração de Álbuns - Ano 1- Nº1

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Dicas e Idéias - Os 10 Arrependimentos mais Comuns no Scrapbooking


Os posts “Dicas e Idéias” estão relacionados a informações do mundo maravilhoso do scrapbooking que valem a pena ser compartilhadas com os seguidores do “Beabá do Scrap” e os amantes dessa arte que tanto nos encanta.
Então, hoje disponibilizo a minha versão em português de uma matéria bem bacana publicada no site Scrapjazz.com em 29/03/2006 que selecionei e vale a pena paráramos para dar uma lidinha e refletir um pouco.
A autora é Mimi Russel descreve os 10 arrependimentos mais comuns que em todos seus anos como scrapper ela acha poderemos ter algum dia. Olha só:

Você já ouviu alguém dizer, “Se eu pudesse fazer tudo isso novamente, eu não mudaria nada.”. Você acreditaria nele? Nem eu. Nós todos temos arrependimentos na vida, e é claro, nós também temos arrependimentos na prática do scrapbook. Aqui estão alguns dos arrependimentos mais comuns que você pode ter em sua experiência, e alguns links de artigos que poderão ajudá-la a combatê-los.

1. Comprar Muito. – Muitos desses arrependimentos se aplicam quando estamos iniciando no scrapbooking, mas não se sinta envergonhada ao falar sobre isso. Antes de tudo, somos todas humanas. Quando eu era uma scrapbooker iniciante, eu estava tão encantada com meu novo hobby que todas as prateleiras de novidades esperavam por mim nas lojas especializadas, eu compraria tudo o que estava a minha vista. Isso é um erro porque agora 7 anos depois, eu ainda tenho um monte de coisas espalhafatosas daquele tempo em minha estante que eu nunca usarei. Eu não posso usar nem para fazer fantoches para minhas filhas! É claro que eu ainda me sinto culpada por aquele tempo. Embora hoje eu entenda a lógica de levar junto às fotos até a loja de scrapbook e apenas comprar o necessário para o projeto, essa é uma dura lição para aprender e seguir.
2. Qualquer coisa em zig-zag. – Eu admito, namorei com a tesoura decorativa por um tempo. Eu comprei todas elas, de diversas formas e desenhos, até de marcas diferentes mas com o mesmo desenho. Tinha alguma coisa fofa naquelas alças coloridas que me fazia querer todas elas. A maioria delas nunca foi usada, mas um dos meus grandes arrependimentos é verdadeiramente ter usado as tesouras decoradas para cortar minhas fotos. Não existe nada pior do que cortar um círculo com uma dessas tesouras, talvez cortar uma estrela com elas. Fotos ficam muito melhor com uma margem de corte reto (ou uniforme) e mesmo que use tesouras decoradas utilize-as nos tapetes.
3. Silhueta. – Embora quando ao assunto é cortar fotos, eu apóie fortemente o bom e velho retângulo. Algum dia talvez você queira cortar a silhueta de uma pessoa (ou objeto) de sua foto. Quando eu era iniciante, eu adorava trabalhar somente com as silhuetas das fotos, às vezes até demais. Eu me arrependo agora.
4. Moldes Bacanas. – Junto com a silhueta das fotos, é fácil ser pega cortando nossas fotos em diferentes formatos. Se você utilizar um molde ou uma ferramenta super legal que permite cortar em forma de estrela ou polígono em questão de segundo, tente não exagerar. Ocasionalmente um círculo ou oval é legal para sair do retangular, mas tenha cuidado com os “moldes bacanas”. Eles devem ser usados ocasionalmente e preferivelmente não tudo junto, como eu fazia.
5. Encantada pelos Embellishes. – Isso é um erro que eu acho que mesmo as scrappers mais experientes podem cometer algum dia. Com tanto embellishments lançados no mercado a toda hora, é fácil ficar loucamente apaixonada por eles. Porém, quando se deixa levar pelos embellishments, você extrapola a proposta principal do seu layout, o que pode fazer você se arrepender.
6. Um Mundo de Lembrancinhas. – Pessoas normais colecionam lembranças. Talvez eles guardem o canhoto do ingresso do seu show favorito ou o ticket de entrada de um filme legal que assistem no cinema. Scrappers, porém, saem de férias e voltam para casa com mais “lembrancinhas” do que suas próprias fotos. Se você guarda o guardanapo sujo que veio junto com o refrigerante, os recibos dos cartões postais que comprou para usar no scrapbooking, e a sacolinha fofa tamanho jumbo (mas um pouco gordurosa) das cookies que comprou na Disneyland , você pode se arrepender um dia.
Preservando suas Recordações por Ramona Greenspan

7. Sem fotos? Não tem problema. – Eu acho que é fácil apreciar o LO que registra uma lembrança especial mesmo que você não coloque uma foto. Para mim, a primeira vez que eu criei um layout sem fotos foi quando eu fui visitar nossa família no Mississippi para o dia de Ação de Graças e tudo acabou mal. Ninguém estava com humor para tirar fotos, mas com certeza seria uma visita que nunca esqueceríamos. Eu decidi escrever uma história e decorar a página com apliques da estação.
8. Momentos de todos os dias. – Se você é como eu, sempre ocupada em viver sua vida e a última coisa que vem na sua cabeça é tirar fotos. Nossos álbuns estão recheados de eventos especiais como aniversários, festinhas de final de ano, eventos esportivos entre outras atividades marcantes. O que dizer sobre aqueles momentos do dia-a-dia? O que dizer quando sua filha de 4 anos decide se vestir com seu chapéu e um par de sapatos alto? E as fotos da sua rotina diária como está? Aquela onde seus filhos lêem o livro favorito, ou até mesmo fazendo lição de casa. Essas coisas merecem ser preservadas por toda a eternidade tanto quanto as primeiras festas de aniversário. Eu me dei um tempo no ano passado para fotografar nossa casa em todas as estações. Não foi somente divertido tirar as fotos e comparar as diferenças entre elas, mas também me deu a oportunidade de fazer registros sobre nosso lar.
Um Pedaço de Vida por Ramona Greenspan

9. Journaling Vazio. – Isso é algo difícil, mas praticando você pode aprender e ter segurança para não fazer um journaling “vazio”. Você quer colocar mais do que a data e o lugar onde a foto foi tirada. Apesar de algumas vezes isso ser o bastante, não esqueça de registrar seus sentimentos, porque depois tudo dito e feito, como um acontecimento quando nós fomos para Disney World e tiramos uma foto de nossa filha Gina com a “Branca de Neve”, isto não quer dizer que o apelido de Gina era a “Branca de Neve”, porque sua pele branca e seus lindos cabelos pretos a fazem parecer uma das suas princesas favoritas. Ter visto a “Branca de Neve” foi um grande acontecimento para minha filha, toda a história se perderia se eu simplesmente escrevesse “nós vimos a Branca de Neve no Magic Kingdom em Janeiro”. Você não precisa ser tão tola; apenas diga sua história e explique porque as lembranças são tão especiais.
10. Caligrafia. – Eu não sou a “bambambam” aqui, mas eu realmente gostaria de enfatizar o quanto acho importante nossa própria caligrafia em nossos trabalhos de scrapbooking. Claro, nós temos a disposição infinitas fontes diferentes em nosso computador para assegurar que os outros compreendam nossa história, além do que você pode ter a versão de sua própria caligrafia como fonte do computador, mas isso não representa a mesma coisa. Cada uma de nós tem seu próprio estilo de escrita e isso faz parte de quem nós somos, goste disto ou não! Eu com certeza me arrependeria disso se eu não tivesse essa parte de mim em meus trabalhos.
Journaling by Hand por Ramona Greenspan

Tenha em mente que você terá esses arrependimentos em seus projetos, mas no fim não importa os arrependimentos que tenhamos, nós ficaremos orgulhosas de tudo o que criamos para nossos filhos e para aqueles quem amamos. Não importa se usamos tesouras decoradas ou se trazemos todas as lembrancinhas que vemos pela frente das viagens, nós pelo menos temos nossas recordações e deixamos nossa herança.

E aí gostou da matéria?
Você acha que muita coisa mudou desde 2006 até hoje?
Comente, dê suas sugestões, encaminhe e-mails para daniela.a.nascimento@gmail.com.
Bjão, Dani 

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Scrap Decor - Um presente para Renata

Minha cunha Renata fez aniversário, então preparei um porta-retrato biombo super especial para presenteá-la com algo totalmente personalizado.
Publico hoje mais um dos meus trabalhos.
No detalhe podemos ver as contoneiras que coloquei para que as fotos fiquem presas sem a fita dupla-face, assim as fotos podem ser trocadas todas as vezes que minha cunha achar necessário.
Eu gostei do resultado e a Rê também adorou!
Se gostou, então comente!
Super, Bjo. Dani

2º Goodies DAY - Eu vou!

Está confirmadíssima a minha inscrição no 2º Goodies Day!
Esse é um encontro promovido pela empresa Scrap Goodies será do dia 27/02/2010 das 8:30 às 18:30 no São Paulo Center (próximo ao Jockey Club de São Paulo). Serão desenvolvidos 5 projetos com 5 designers:
 JuTonin (mini-álbum), Anne (LO), Fabi Moraes (spinner album), Sônia Müller (altered), Macau (LO).
Não vejo a hora do dia chegar pra fazer MUITO scrap e conhecer pessoas novas!
Depois passo para contar tudo em detalhes de como foi o encontro.
Bjo, Dani

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ferramentas e Técnicas - PAPELÃO


Um projeto de scrapbooking pode ser incrementado com textura, mas precisamos ter cuidado para não exagerar na dose, pois o destaque deve ser sempre dado à foto. Com papelão e papel microondulado, podemos criar figuras, letras, números, tapetes, molduras, fundos ou, simplesmente, formas geométricas para cobrir os espaços vazios. Brinque com as tintas de forma bem livre, para dar vida ao trabalho, explorando essa tendências importanda dos Estados Unidos.
Se você acha que esse post contribuiu para enriquecer seus conhecimentos e refletir em seus trabalhos, deixe seu comentário.


Bjo, Dani.


Fonte: Almanaque de Decoração de Álbuns - Ano 1- Nº1

Dicas e Idéias - Cricut Cake Máquina de Corte! Essa não é para papel!

Olá esse video mostra o novo lançamento da Provo Craft a máquina para decoração de bolos, mini-bolos, cookies 
Cricut Cake™ Personal Electronic Cutter.
Ela ainda não está a venda nos USA e só serve para trabalhar com culinária, por isso, não compre esse modelo se for aplicar no scrapbooking.
Dê uma olhadinha nesse video para conhecer melhor essa nova invenção dos americanos.

Gostou?! Comente!
Bjo, Dani

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Dicas e Idéias - eCraft Nova Máquina de Corte!

Esse video eu selecionei porque mostra um SUPER lançamento da CHA 2010.
A máquina eCraft da Craftwell deve chegar ao mercado americano em Março de 2010 e eu já a coloquei na minha lista de "Sonhos de Consumo".
Vale a pena dá uma paradinha para conferir esse video!

Gostou?! Comente!
Bjo, Dani

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Dicas e Idéias - Organização do Cantinho de Arte

Achei um video bacana para nos ajudar a organizar o local onde fazemos nossas artes(anatos)!
Nesse video o apresentador demonstra os produtos da Doodlebug Design Inc e mostra umas idéias bem legais para deixar tudo um brinco e arrumadinho, cada coisa tem seu lugar.
Vale a pena dar uma olhadinha nele!


Gostou?! Comente!
Bjo, Dani

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

LO - 2000 e 10 (Desafio - By Simone 7º Crop)

Participei do meu 7º Crop Scrap & Gourmet Friends
que foi comandado pelo Simone.
Lógico que não poderiamos deixar de ter um MEGA challenge! Rsrs
Então, publico hoje o LO resultado seguindo as regras:
Tamanho de página: 30 x 30 ou 20 x 20
Tema: Meus desejos para 2010
- Ter números, pelo menos de 5 desejos para 2010;
- ter a cor prata ou dourada em destaque;
- Usar alguma técnica específica de scrapbooking.

Como sou uma pessoa que "quer" tudo, como na música do Queen - I want it all, minha lista de desejos tem 11 itens,
está guardada no bolsinho que fiz com transparência e entrelacei com fita prata.
Eu AMEI o resultado, queria usar um papel colorido de fundo, pois,
além das regras eu me propus a mais uma que era:
"Usar uma papel colorido como base do projeto".
Como eu tenho muita dificuldade para trabalhar com papéis estampados como fundo dos meus projetos, essa foi uma ótima oportunidade para praticar minha criatividade.
Usei várias texturas, abusei das cores, enfim, ousei!
E aí gostou? Comente!
Bjo, Dani

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Não Perca - SUPER sorteio!

Tô passando para avisar que tem um SUPER sorteio nos blogs


Não deixe de passar por lá ok?!

A Andressa é uma artesã super talentosa e com certeza não irá se arrepender de dar uma paradinha para prestigiar seus trabalhos.

Bjo, Dani

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Ferramentas e Técnicas - CANETA

Ferramenta indispensável para quem quer seguir as tendências do mundo do scrap, esta ferramenta é usada principalmente para fazer o journaling (texto presentes nos projetos) e os doodles (desenhos normalmente em forma de arabescos). Encontradas nas versões colorida, à base de gel, brilhante,de pontas finas ou grossa, elas foram adaptadas pelas industrias fabricantes de modo que, já existem modelos específicos para cada tipo de material.
A moda dos desenhos e rabiscos nas páginas ficou fácil personalizar o papel, pois, muitas vezes, estas figuras parecem ser a própria estampa do papel, o que enriquece bastante o projeto. Recados e cartas de outras pessoas também são muito bem-vindos, assim como pequenos cartões de aniversário, casamento e formatura. Não é preciso preocupar-se com a caligrafia. O legal é ter algo real na página, pois recupera a verdadeira essência do scrap, que é a preservação das memórias. Se o material não for livre de ácido usamos cópia colorida.
Se você acha que esse post contribuiu para enriquecer seus conhecimentos e refletir em seus trabalhos, deixe seu comentário.
Bjo, Dani.


Fonte: Almanaque de Decoração de Álbuns - Ano 1- Nº1

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Ferramentas e Técnicas - CARIMBOS


Carimbos são ótimas ferramentas para personalizar papéis, apliques e fitas, tem uma variedade deles no mercado. Um mais lindo que o outro que possibilitam deixar os projetos com muito estilo!

Contumam estar presentes em quase todos os tipos de trabalhos em scrap e, permitindo evidenciar a criatividade das páginas, um mesmo conjunto de estojo é utilizado de diversas formas. É possível criar nosso prórpio carimbo cortando uma placa espessa de E.V.A. no formato desejado, passar a tinta acrilica e marcar a superficie do papel. Obtem-se um resultado totalmente único criado pela própria scrapper!
Por outro lado, os carimbos tipo clear stamp que tem um suporte feito de acrílico é possivel visualizar o local exato onde deseja pressiná-lo, minimizando as falhas.
Se você acha que esse post contribuiu para enriquecer seus conhecimentos e deve refletir em seus trabalhos, deixe seu comentário.
Related Posts with Thumbnails