sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Presente de Natal - Entrevista: Cyntia Betinassi

Prometi um SUPER presente de Natal para os leitores do Beabá do Scrap e aqui está a entrevista com Cyntia Betinassi, uma scrapper que com toda a humildade compartilha um pouco de sua vida e experiência no mundo fascinante do scrapbooking.

Beabá do Scrap: Fale-nos um pouco sobre você.
Cyntia Betinassi: Eu sou uma pessoa apaixonada pela vida, pela minha familia, pelos meus amigos e claro pela arte. Sou formada em Processamento de Dados, trabalho na área de tecnologia a 15 anos (- Nossa quanto tempo!), gosto muito de um computador. Na vida nem tudo é trabalho e adoro uma arte, já fiz vários tipos de artesanato como: biscuit, flores em meia de seda, ponto cruz, pintura em madeira, roupas de dança do ventre mas me identifiquei mesmo foi com o SCRAPBOOK.

BDS: Como descobriu o scrapbooking? Conte-nos um pouco sobre o seu início.
CB: Já fazem 6 anos que descobri o scrapbooking. Vi algo na internet utilizando papéis estampados e fotos, e fiquei maluca por tudo que encontrava. Me lembro que logo nas primeiras andanças pela internet relacionei o scrapbook à minha agenda da época do ginásio, cheia de lembranças, onde era recheada de lembretes, fotos e apetrechos que ganhava dos meus colegas de escola e os guardava como uma jóia preciosa.
Após algumas pesquisas, corri para a loja de artesanato "Casa da Arte", na época a parte de scrapbook era pequena em relação ao que se tem hoje, mas tinha tantos papéis e queria comprar todos. Foi assim que nasceu esta paixão que já dura todo esse tempo.

BDS: Quando isso aconteceu? Quanto tempo se dedica ao scrap?
CB: Esta paixão começou aproximadamente no final de 2003. O primeiro trabalho profissional foi em 2004, quando começei a fazer um álbum do chá de bebê do meu afilhado Luis Gustavo.
O tempo que me dedico ao scrap não é tão grande quanto eu gostaria, pois trabalho o dia todo mas consigo desenvolver minhas páginas. Chego em casa por volta das 20:00 hrs e fico no meu "scrap corner" até 00:00 hrs. Produzir uma página pode demorar 1 hora e às vezes 3 horas ou mais para finalizar.

BDS: O que mais a inspira em suas criações?
CB: No começo o que mais inspirava as minhas criações eram os meus sobrinhos, hoje além deles, tenho minha familia, meu amorzinho Felippe e minhas amigas scrappers.

BDS: Você tem alguma preferência de material quando está elaborando um novo trabalho?
CB: A preferência de material é de acordo com fases e as COMPRAS.
Se tenho um novo "brinquedinho" de scrap só quero usar ele em todos os trabalhos, mas normalmente eu uso COSTURA, acho lindo e até criei uns gabaritos em transparência para facilitar o trabalho. Gosto muito de flores também.

BDS: O que não pode faltar em suas páginas?
CB: EMOÇÃO.

BDS: Qual ou quais lições você poderia ensinar para as pessoas que como eu estão iniciando no mundo do scrap?
CB: Temos que criar algo que agrade a nós mesmos. Ser criativo ajuda bastante. Me inspiro nos trabalhos de minhas amigas e de algumas outras scrappers famosas, mas cada uma tem seu estilo e temos que encontrar o nosso. Estar sempre acompanhando os trabalhos de outras pessoas ajuda a criatividade e aos poucos implementar diveras técnicas em nossos próprios trabalhos. Conselho: é fundamental conhecer o "Beabá do Scrap" e saber como aplicar cada técnica/material para presevar suas EMOÇÕES.

BDS: Acredito que sua família tem uma grande participação em seus projetos; fale sobre esse carinho transferido para os seus trabalhos.
CB: Minha familia sempre me apoia em tudo na vida e com as artes não é diferente, ela é minha inspiração constante, meus irmãos gostam do resultado dos meus trabalhos. Meu irmão Demétrio já fez uma página para minha cunhada que rendeu muitas visitas no post no Scrapbook Brasil. O Felippe, meu noivo, me apoia e também adora minhas páginas. Ele sabe que gosto tanto de scrap que o pedido de casamento estava dentro de um álbum que ele próprio desenvolveu para mim. Meu pai gosta quando faço os álbuns para ele demonstrar seu trabalho. Minha mãe ADORA!
Claro não podia faltar, minhas amigas e cunhadas scrappers que são fascinadas por scrappbooking. Eu influenciei todas nessa paixão por papéis.
O carinho que deposito em cada página é fruto de toda EMOÇÃO que sinto e que quero transmití-la para quem vê meus trabalhos.

BDS: Quais foram sua maiores dificuldades quando iniciou no scrapbooking?
CB: Acho que a maior dificuldade foi o gasto. Alguns anos atrás, no começo do scrapbook no Brasil, o material era bem caro e não tinham muitos produtos nacionais. Mesmo assim comprava e ainda compro muita coisa em lojas virtuais como a "Cosmos Artesanato". Começei com o básico (placa de corte, estilete, tesouras decoradas, furadores,etc) no decorrer dos anos fui aumentando meu arsenal. Hoje, quando olho minhas primeiras páginas lembro que não tinha tanta variedade, mas mesmo assim as páginas ficavam lindas.

BDS: Você tem algum projeto ou plano de vida voltado para o scrap?
CB: Quero ministrar cursos sobre scrapbooking para difundir ainda mais essa técnica no Brasil. Fazer SCRAPBOOK sempre!

Selecionei uma amostra dos trabalhos desenvolvidos pela Cyntia Betinassi, acesse o blog Show de Scrap para ter acompanhar seus trabalhos e entrar em contato com ela.
Obrigada Cyntia!
Bjos do Beabá do Scrap.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails